Português em xeque: dúvidas do idioma

padre josé de anchieta


As perguntas “de bolso” estão aí, desfilando com navalhas na mão em busca da primeira língua a ser calada

Nas salas de aula ou em colunas de Língua Portuguesa, oportunidades de aprendizado constante, podemos nos deparar com situações as mais diversas: desde o aluno e o leitor sinceros, que buscam dirimir dúvidas reais, até aquelas pessoas cuja finalidade da consulta é pôr à prova o profissional, mediante perguntas sutis, às vezes até capciosas, adrede formuladas para testar-lhe o conhecimento.É verdade que as inquirições “de bolso” estão aí, desfilando com navalhas na mão em busca da primeira língua a ser calada. Como no conto “A mulher que passou“, do romancista italiano Guido de Verona, em Primores do Conto Universal (São Paulo: Edigraf, 1964, organização de Jacob Penteado), não raro nos sentimos como uma das cunhadas de Rudi, quando este adentrara seu quarto de supetão e, tentando forçar-lhe uma resposta positiva e satisfatória, recebeu no rosto uma chaleira de água fervente — eis, porém, a cólera opaca da irritação que devemos evitar nos misteres da docência.

Confira a reportagem completa na Revista Terça Livre

Sobre o Colunista

Ricardo Roveran

Ricardo Roveran

Estudante de artes, filosofia e ciências. Jornalista, crítico de arte e escritor. Escrevo por amor e nas horas vagas salvo o mundo.

Twitter: @RicardoRoveran

1 Comentário

Clique aqui para comentar

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...