fbpx

Prefeito de Mirandópolis (SP) autoriza Departamento de Saúde a usar cloroquina contra a Covid-19

Everton Sodario (Redes Sociais)
 


Enquanto o governador de São Paulo, João Doria, afirma que o estado não vai receitar cloroquina para pacientes com sintomas leves de Covid-19 caso a medida seja estabelecida pelo governo federal, o prefeito de Mirandópolis, no interior do estado, assina portaria autorizando que o Departamento Municipal de Saúde use hidroxicloroquina e azitromicina no tratamento da doença.

“É hora de salvarmos vidas!”, escreveu o prefeito Everton Sodario em sua rede social ao divulgar a portaria.

A cidade de Mirandópolis possui pouco mais de 29 mil habitantes e, até o momento, contabiliza 33 casos positivos de coronavírus, 27 curados, 51 casos negativos e três óbitos, de acordo com as informações da prefeitura.

Ontem (17), o prefeito de Mirandópolis disse que determinou ao Departamento de Saúde que providenciasse a compra da Cloroquina.

“Nos próximos dias iremos autorizar a utilização da mesma nas unidades de saúde municipal, visto que já está comprovada a sua eficácia no combate ao coronavírus”, escreveu no Twitter.

Já João Doria afirmou hoje, durante entrevista coletiva, que não irá “receitar” cloroquina por decreto.

“Não se prescreve receita por decreto. São Paulo não vai aceitar que, por decreto, se estabeleça receituário médico. Nenhuma parte do mundo se trata saúde por decreto ou medida de ordem política”, afirmou o tucano.

Sobre o Colunista

Bruna de Pieri

Bruna de Pieri

Jornalista e católica.

5 Comentários

Clique aqui para comentar

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...