Premiê canadense diz que avião ucraniano foi atacado por míssil; Irã diz que é impossível

Foto: AFP


O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, disse nesta quinta-feira (9), que a aeronave que caiu pouco depois de decolar do aeroporto de Teerã, foi derrubada por um míssil do Irã.

A declaração foi feita durante Coletiva de Imprensa.”Temos informações de inteligência de múltiplas fontes, incluindo nossos aliados e serviços próprios [canadenses] de investigação. A evidência indica que o avião foi atingido por um míssil iraniano terra-ar. Pode ter sido não intencional, disse Trudeau segundo a Agência EFE.

O Irã, por outro lado, diz ser impossível que um míssil tenha atingido a aeronave. O chefe da Organização de Aviação Civil do Irã, Ali Abedzadeh, considerou  que a possibilidade de ataque são apenas “rumores ilógicos”

“O avião pegou fogo três minutos depois do voo, de acordo com o que as testemunhas relataram e os dados coletados das partes do avião.”, disse  Abedzadeh.

O chefe da Aviação Civil disse que o piloto tentou retornar com o avião a uma altitude de 8.000 pés, porém, devido ao incêndio, o avião caiu e explodiu. “Nós podemos disser que a aeronave, considerando o tipo de queda e a tentativa do piloto para retornar ao Aeroporto Imam Khomeini, não explodiu no ar. Então, a alegação que ele foi atingido por mísseis é totalmente descartada”, completou.

Questionado se a causa do acidente deveria ser determinada após uma investigação, Abedzadeh disse que de acordo com a regulamentação internacional, é de responsabilidade do país onde aconteceu a queda investigar o acidente.

“Mas, pela aeronave ser ucraniana, a Ucrânia é obrigada a cooperar conosco e iniciou essa cooperação. Sua equipe de especialistas chegou a Teerã e coordenamos a questão com eles em diferentes aspectos. Os especialistas iranianos e os ucranianos tiveram uma reunião para que possamos determinar a causa do acidente”, afirma o chefe da Organização de Aviação Civil do Irã.

O acidente, que aconteceu na última terça-feira, matou 176 pessoas, sendo 63 canadenses.

(Com informações, EFE e Agência Brasil)

Colunistas

Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atu...

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...