Protesto no MEC deixa policiais feridos e viatura pichada nesta terça (16)



Um protesto nesta terça-feira (16), defronte ao Ministério da Educação, organizado pela União Nacional de Estudantes (UNE) deixou dois policiais militares feridos e uma viatura pichada, segundo informações do MEC.

Manifestantes organizados estavam com camisetas da UNE e furaram o bloqueio feito pelos policiais na entrada do Ministério. Um deles, chegou a arremessar um cone de sinalização na tropa. Ele foi levado à 5ª Delegacia de Polícia do DF.

Manifestação no MEC/Foto: Reprodução UNE

Para dispersar os manifestantes, que tentaram invadir o prédio, a PM teve que usar gás lacrimogênio.

O Ministério informou que não houve contato de representantes do grupo para uma conversa com gestores. “O MEC presta todo o apoio à Polícia Militar do Distrito Federal e aos policiais lesionados”, disse o órgão em nota.

O ministério disse ainda que repudia o ato violento e que os PMs estavam a serviço para garantir a ordem pública e evitar possíveis danos ao patrimônio e aos servidores da sede da pasta, em Brasília.

O que teria motivado as manifestações seria um projeto de reforma da autonomia financeira da educação superior pública federal, elaborado pelo Ministério da Educação, que está sendo apresentado a reitores e pró-reitores de planejamento das Universidades Federais em reunião institucional no MEC e com a exposição do Programa Ministerial no INEP durante esta semana.

Segundo a UNE, os estudantes tentavam se aproximar do Ministério para entregar suas reivindicações aos reitores das federais presentes em Brasília.

O Sindicato Nacional de Docentes das Instituições de Ensino Superior emitiu um documento conclamando greve geral para 13 de agosto “para derrotar a política de privatização dos serviços públicos e a destruição dos direitos e conquistas da classe trabalhadora e do povo brasileiro”.

Sobre o Colunista

Bruna de Pieri

Bruna de Pieri

"Cheguei mesmo à conclusão de que escrever é a coisa que mais desejo no mundo" (C.L.) | Jornalista, Católica, 22 anos,

7 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Olavo de Carvalho, outra vez (pra variar), foi certeiro e cirúrgico em sua última análise: o PT não tem do que reclamar, afinal, hoje, quem governa o país é ele. Em essência. E, aparentemente, não tem mesmo o que o povo possa fazer a respeito. Partiu estudar um pouco. Vejo vocês na revolução de 2049.

  • manifestação dos estudantes que não estudam, dos professores que não dão aula, bando de vagabundos maconheiros.

  • O PT tem muita influência hoje ainda, mas muito foi perdido para eles, eles não tem a metade da força que tinham no governo de Lula/Dilma. Concordo com o professor Olavo de que o pessoal que se diz de direita estão caindo nas premissas da esquerda, muitas vezes falam como esquerdistas e não sabem, porque não desenvolveram o estudo. O conservadorismo está fechado ainda, precisamos ainda da revista Terça Livre crescer, projetos como o Brasil Paralelo, a revista Catolicismo, as ideias precisam começar a atingir professores de ensino médio e fundamental, e só depois de muito tempo de difusão que veremos algo caminhando, antes de 2025 não tem como.

  • O conservadorismo precisa ser trazido para uma linguagem mais simples, precisamos de artistas para transmitir as nossas ideias para a população simples.

  • Precisamos financiar um canal de TV que fale abertamente sobre as verdades do que está acontecendo no mundo ideológico. Somos milhões e se cada um contribuir, conseguiremos mudar isso rapidamente.

  • Essa esquerda, só traz problemas! UNE sempre foi inútil em todos os sentidos. Esses jovens precisam voltar para a Igreja, já que se afastaram dela ainda crianças. Professores esquerdistas também precisam voltar para a Catequese Cristã.

  • Tem que mostrar isso para o “Zé Bonitinho” que preside a Câmara Federal, e que fez conchavo com partido comunista, para ver se ele cria vergonha na cara e desarquiva a CPI do antro estudantil impUNE.

Blog Authors

Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atu...

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...