MundoNotícias

Putin alerta EUA que Rússia pode voltar a fabricar mísseis proibidos

Putin diz que Rússia fabricará mísseis proibidos se EUA deixarem tratado nuclear.

Rússia desenvolverá mísseis proibidos pelo Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário (INF) se os Estados Unidos deixarem o pacto de controle de armas e começarem a fabricar tais armamentos, disse o presidente Vladimir Putin nesta quarta-feira (5).

Na terça-feira (4) os EUA deram um ultimato de 60 dias para a Rússia se pronunciar a respeito do que Washington vê como uma violação do tratado de armas nucleares de 1987.

Em comentários televisionados, Putin acusou os EUA de culparem a Rússia por violações como pretexto para romperem o pacto.

Putin observou que muitos países produzem mísseis proibidos pelo INF, mas que Moscou e Washington se comprometeram a se limitarem com base no acordo assinado em 1987.

Agora parece que nossos parceiros americanos acreditam que a situação mudou tanto que os Estados Unidos também precisar ter tal arma. Qual é a nossa resposta? É simples: neste caso também faremos isso”, disse Putin, conforme registrou a agência Reuters.

Fonte: Tarciso Morais – Renova Mídia

Ver mais

Ricardo Roveran

Estudante de artes, filosofia e ciências. Jornalista, crítico de arte e escritor. Escrevo por amor e nas horas vagas salvo o mundo.

Artigos relacionados

5 Comentários

  1. Aqui no Brasil, uma pessoa é presa por emitir uma simples opinão, agora se matar, estuprar e esquarteja uma pessoa, “reafirmo, uma pessoa,” “os entendedores entenderam” ela será tratada quase como um herói pela imprensa e fica praticamente impune diante da lei frouxa de nosso país!

  2. Pessoal fica assustado só com uma declaração do Putin sobre uma eventual corrida armamentista que possa se iniciar possivelmente um dia?

    Fala sério! Se não aguentam um pouco de pressão, blefes e ‘bravatas’ políticas então esquecem este assunto e confiem em Deus.

    Definitivamente Geopolítica não é um assunto para qualquer um acostumado a sensacionalismos baratos..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Close