MundoNotícias

Putin é comunista?

21 de dezembro de 2017
Autor: J.R. Nyquist
Tradução: Fernando José Vieira

O American Thinker (um think tank conservador) trouxe recentemente um artigo de Paul Gottfried, “Misreading Putin” (“Lendo incorretamente Putin”), no qual o autor comete alguns erros. Primeiro, Gottfried diz que Putin nunca foi de fato um comunista; e depois, sugere que a Federação Russa não é uma continuação da União Soviética. Nos parágrafos seguintes, apresentarei evidências de que Putin sempre foi um comunista e de que a Federação Russa foi e é uma fachada atrás da qual as velhas estruturas comunistas continuam a operar.

Em razão deste assunto ser de alta importância para nosso país, e porque cresce dia a dia o perigo de haver uma guerra, não devemos mais permitir que julgamentos ingênuos sobre a Rússia passem sem questionamento. Claro, tenho grande respeito pelo professor Gottfried. Seus escritos são fascinantes, sua retórica é divertida e espirituosa – porém neste assunto ele está errado.

O professor começa seu artigo criticando a prática de ligar Putin à KGB por ele ter sido um oficial da organização e chefe do serviço especial russo. Foi do seu trabalho como chefe da FSB (antiga KGB) que Putin acabou promovido ao cargo de Primeiro Ministro do então presidente Boris Yeltsin. Esta promoção pegou muita gente de surpresa na época. De acordo com o professor Gottfried, ligar Putin ao serviço secreto soviético é “uma tentativa de ver Putin e seu regime como uma extensão do regime comunista soviético”. Gottfried continua, “Isto é uma leitura incorreta brilhante das mudanças culturais e políticas na Rússia desde os anos 90”. Ele adiciona, “Não há muita evidência de que Putin seja muito mais do que um nacionalista russo, que trabalhou para os líderes soviéticos do Império Russo antes deles caírem do poder”.

Esta afirmação não tem sentido porque há diversas evidências. Basta apenas assistir aos vídeos disponíveis na Internet do 19o Festival Mundial de Jovens e Estudantes, sediado na Rússia (em Sochi) de 13 a 22 de outubro de 2017. Foi uma reunião massiva da juventude comunista na qual Putin fez um discurso bastante esclarecedor. Abaixo o que o Presidente Putin disse para sua plateia internacional de comunistas há apenas dois meses atrás:

Queridos amigos, bem-vindos à Rússia – ao 19o Festival Mundial de Jovens e Estudantes. Este fórum reúne jovens do nosso planeta…. Quase 30 mil participantes … mais de 180 países e todos os continentes juntos aqui em Sochi! Jovens da Rússia – do nosso grande país – de Kaliningrado à Vladivostok – também estão conosco! O primeiro festival aconteceu há sete décadas. Lá atrás, mulheres e homens da sua idade se juntaram através da força de um sonho. Eles acreditavam que a juventude, com sua sinceridade e generosidade, poderia quebrar o gelo da falta de confiança e ajudar a superar o mundo da injustiça, das guerras e dos conflitos. De fato, seus colegas daquele tempo fizeram muito. Eles provaram que barreiras não podem fazer nada contra a amizade verdadeira. Eles mostraram que diferenças políticas, nacionais, religiosas, culturais e de outras ordens não prejudicam relacionamentos interpessoais. Nosso país tem orgulho de ter sido duas vezes o anfitrião da Celebração Global da Juventude. Em 1957, toda a população de Moscou recebeu os participantes do sexto festival. O povo estava nas ruas e nos telhados. Os moscovitas saudaram cordialmente os participantes do décimo segundo fórum no verão de 1985. Hoje vocês têm a chance de experimentar a hospitalidade da nossa capital dos esportes – Sochi. Sochi é a cidade da irmandade olímpica e da esperança. Os cinco anéis olímpicos – como as cinco pétalas da margarida do festival – se tornaram o símbolo da solidariedade entre os continentes. Estou convencido de que vocês – a juventude de diferentes países, nações e crenças – compartilham sentimentos, valores e ambições comuns. Uma aspiração de liberdade e alegria, paz e acordo no planeta. Um desejo de criar e sustentar grandes objetivos, e nós faremos o melhor para alcançar o sucesso. A energia e o talento da juventude têm poder espantoso. A nova geração sempre dá ao mundo ideias inovadoras. Vocês têm a atitude de experimentar, confrontar e, frequentemente, desafiar a ordem das coisas. Façam. Criem seu próprio futuro. Esforcem-se para mudar o mundo e fazê-lo um lugar melhor. Não há nada que vocês não possam fazer. Apenas não desistam e continuem. E tenham certeza de que a irmandade deste festival ajudará a realizar seus mais ousados sonhos e boas intenções. Declaro aberto o 19o Festival Mundial de Jovens e Estudantes! Boa sorte!

Durante o discurso de Putin, podemos ver a juventude comunista aplaudindo e sorrindo. Alguns olhavam para Putin com admiração jovial. Eles estavam em êxtase pelas palavras de suporte do líder. Putin não é um nacionalista; é um comunista. Ele disse, “Façam. Criem seu próprio futuro”. (Isto é, um futuro comunista). Não é uma audiência nacionalista, e não estão aplaudindo um orador nacionalista.
E este discurso não é anormal. Em 2005, Putin disse publicamente, “Primeiro e acima de tudo é importante concordar que o fim da União Soviética foi a maior catástrofe geopolítica do século. Para o povo russo, foi uma tragédia genuína. Dezenas de milhões de nossos compatriotas passaram a viver além das fronteiras do território russo.”

Em janeiro de 2016, Putin criticou Lenin publicamente. Não o criticou por ser um comunista. Criticou-o por “prover regiões com autonomia”. Fazendo isto, Lenin “implantou uma bomba atômica sobre o edifício chamado Rússia que depois viria a explodir”. Esta explosão aconteceu em 1991 e levou ao fim da União Soviética. Putin não estava criticando as ideias comunistas de Lenin. Estava o criticando por ter sido a causa do fim da União Soviética.

Em resposta à leitura do poema de Boris Pasternak sobre a imposição do pensamento comunista por Lenin, Putin disse publicamente, “Dirigir com suas ideias como um guia é correto, mas isto é o caso quando a ideia leva aos resultados certos, não é o que aconteceu com Vladimir Ilyich [Lenin]. ” Putin estava realmente criticando as táticas de Lenin porque elas, no fim, se provaram danosas ao estado comunista.

No mesmo período, Putin se recusou a enterrar o corpo embalsamado de Lenin, que está deitado no centro de Moscou. Esta é uma atitude nacionalista? Mostra que Lenin continua a ser a figura histórica mais importante do país; quando os russos recuperaram o corpo do Czar Nicolau II, não se passou pela cabeça de ninguém o depositar na Praça Vermelha. Nicolau II foi enterrado em 1998. No entanto Lenin permanece insepulto. Por quê? Putin nunca deu nenhuma resposta satisfatória a esta questão.

O professor Gottfried diz, “Putin mudou para fazer avançar os ensinamentos morais da fé ortodoxa russa”. Infelizmente, a Igreja Ortodoxa Russa foi uma importante ferramenta dos comunistas e da KGB. Há muito tempo, a igreja foi controlada pelo serviço secreto russo. Mais tarde, a Igreja Ortodoxa Russa no Exterior também foi controlada. Considere as revelações do ex-oficial da KGB, Konstantin Preobrazhensky, sobre o assunto:

A KGB [FSB/SVR] matou muitos padres [russos]. Alguns imigrantes sabiam disso, mas preferiram manter silêncio sobre o assunto. Alguns por ter falso patriotismo, outros porque trabalharam para a KGB. Então tive que empregar minha experiência como analista de inteligência soviético para recriar uma imagem aproximada das mortes recentes após entrevistar muitas pessoas. No fim de abril de 1998, no prédio do Sínodo de Nova York … o arcebispo Lev Lebedev, de Kursk, teve uma morte estranha. Ele era um oponente implacável da reintegração da igreja com o Patriarcado de Moscou.

A investigação de Preobrazhensky sugere que o arcebispo Lebedev e muitos outros foram mortos pelo serviço secreto russo. A morte de Lebedev, de fato, provou-se um passo decisivo na dominação da Igreja Ortodoxa Russa no Exterior por Moscou. Houve um tempo em que a Igreja Ortodoxa Russa no Exterior não tinha nenhuma relação com o Patriarcado de Moscou. Agora eles a absorveram!

E quem era o chefe da operação dentro das fronteiras russas em 1998? Vladimir Putin, é claro. E é impossível que Putin – como o líder do FSB – não soubesse dos diversos assassinatos que aconteceram no período. Mas há mais.

No livro em que sou coautor junto com Preobrazhensky, o ex-oficial da KGB escreveu um artigo intitulado “Como o Ocidente foi enganado por Vladimir Putin”. Ele começa o capítulo com a seguinte afirmação: “Nos anos 90, após a dissolução da União Soviética, antigas organizações antissoviéticas se tornaram [desde então] pró-soviéticas e pró-russas, embora na Rússia haja ainda a possibilidade do retorno dos comunistas ao poder.”

De acordo com Preobrazhensky, “Putin é mil vezes mais astuto, cínico e insidioso” do que os líderes americanos. Putin enganou o presidente Bush com facilidade, falando a respeito da cruz milagrosa que tinha em seu pescoço. A cruz que Putin carrega sobreviveu ao fogo, e por este “milagre” ter ocorrido, Putin “compreendeu que o mundo é regido por forças espirituais mais altas! ”. Como Preobrazhensky explica, “A história, na qual nenhum único russo acreditaria, causou uma profunda impressão em Bush. Porque Bush se apegou a fé com trepidez, abraçando-a apenas na idade adulta, ele pareceu ter acreditado que os dois eram igualmente… cristãos devotos. ”

Como seu alegado nacionalismo, a alegada fé cristã de Putin não é confiável. Em 8 de setembro de 2000, Putin foi ao programa do Larry King. King disse a Putin, “Muito se fala sobre a fé de Vladimir Putin. Percebi que você carrega uma cruz. É verdade? Você é religioso? Quais são seus sentimentos a respeito?”.

Putin respondeu, “Prefiro – preferiria não ir a fundo neste assunto. Penso que estas coisas são sagradas. A crença não é para ser mostrada…” Então Putin contou a história da cruz milagrosa.
King então perguntou, “Você acredita em um poder mais alto?”.

Para aqueles que estavam assistindo ao vivo, a fala de Putin foi traduzida assim: “Acredito no poder do homem. ” Na transcrição oficial da CNN, a tradução é “Acredito em seres humanos”. Claro, se um verdadeiro cristão fosse chamado a responder sobre sua fé, tal resposta seria uma negação. É, de fato, como um comunista responderia à questão. E acredito que Putin deu esta resposta para os militantes de partido na Rússia.

Há também uma estranha conversa entre Putin e um jornalista durante sua primeira visita à Cuba em dezembro de 2000, na qual ele chamou a insular nação comunista de “nossa parceira e aliada mais próxima por muitos anos…” Como a transcrição mostra, o repórter perguntou se Putin era de direita ou de esquerda. “Como você se descreve?”.

Putin deu uma resposta curiosa no estilo esopiano: “Para as muitas pessoas que pensam saber quem e o que sou, os russos têm um ditado ‘Você pode me chamar de panela desde que não me ponha no fogo’. Penso que não é por acaso que políticos de esquerda querem reformas no comércio hoje em dia”
Esta é uma resposta muito reveladora, na minha opinião. Em todo o mundo, comunistas voltaram-se para reformas no comércio como se obedecessem a ordens de cima, de acordo com algum plano maior. Começaram negando que eram leninistas. Porém aqui Putin estava astuciosamente afirmando seu leninismo. De acordo com um dos meus amigos que falam russo, o ditado é melhor traduzido como, “Me chame de panela, mas não me esquente”.

Putin não quer que suas verdadeiras predileções ideológicas apareçam. Ele quer evitar estas questões. Isto é necessário para que ele engane o Ocidente. Ao mesmo tempo, ele usa sua linguagem esopiana para reafirmar aos militantes do partido em casa: “Sim, sou um comunista. Vocês sabem a tática. Estamos a executando devagar. Estamos engajados em uma operação de embuste que o Ocidente não conhece. Pense o que quiser, mas não me desmascare. Me chame de panela, mas não me esquente”.

Antes e após 1991, a Rússia embarcou nas reformas comercias modeladas em 1921 pela Nova Política Econômica de Lenin. Alguns leitores podem lembrar que Lenin anunciou esta política dizendo que a Rússia deveria “repactuar com o capitalismo”. Os discursos de Boris Yeltsin e Vladimir Putin não são diferentes. Suas políticas são inteiramente baseadas na de Lenin, são apenas mais embustes elaborados.
Enquanto isso, em Cuba, Putin falou em “restaurar as posições [da Rússia na América Latina]…” Quando olhamos em volta, vemos que Daniel Ortega e os sandinistas da Nicarágua retornaram ao poder. Eles aboliram a constituição democrática e estão recebendo assistência da Rússia; por exemplo, considere a ajuda da Rússia à Nicarágua, e o envio de tanques para este regime, e a aprovação para a Rússia construir uma estação de rastreamento GLONASS – sistema que é uma alternativa ao GSP – na costa caribenha do país. Um jornalista americano sem nenhuma pista sobre o assunto o chamou de um “movimento enigmático”. Mas isto aconteceu porque falta ao jornalista o verdadeiro contexto da política russa!

A Nicarágua é um regime comunista e a Rússia está o armando. Uma investigação de outros regimes comunistas, da Coreia do Norte à Angola, revelará um padrão similar. A Rússia está armando os estados comunistas, como os armou durante a existência da União Soviética. Isto não está aberto a questionamento.

Em 2013, a Angola comunista foi citada como o “maior comprador africano de armas russas”.

Neste contexto, o apoio russo ao exército angolano foi chave para a sustentação do combatido regime comunista no Congo. E a Rússia está investindo no Congo também, como se este fosse um dos seus países satélites – como cooperação no desenvolvimento da educação, da ciência e da polícia secreta do país.

Como as investigações do congresso Americano mostraram, a Rússia fez uma enorme contribuição para o desenvolvimento do potencial militar da China comunista em termos de mísseis, armamento naval e ogivas. Se alguém quiser argumentar que a China não é mais um país comunista, deve levar este argumento para o governo chinês e seu partido comunista único. Eles administram um gigante sistema de campos de concentração com uma estrela sobre a porta.

Sobre a perigosa crise que começou na Coreia do Norte: Rússia e China dão suporte ao regime comunista daquele país. Se alguém também quiser argumentar que a Coreia do Norte não é mais um país comunista, então deve reler os pronunciamentos ideológicos do Povo Democrático da República da Coreia, são marxista-leninistas.

Assim como a assistência russa e cubana ao regime venezuelano não está aberta à contestação. Putin apoiou a causa comunista na Venezuela. De fato, ele apoia o socialismo em toda a América Latina. E por que ele não apoiaria? Veja seu discurso para a juventude comunista em Sochi no último outubro. Apenas um comunista poderia fazer tal discurso para uma grande plateia comunista.

No fim de 2000, um escritor britânico chamado Christopher Story perguntou ao famoso desertor do GRU, Viktor Suvorov, se a queda da União Soviética foi genuína. Suvorov disse que não, claro que não. Story então perguntou sobre os contatos de Suvorov com os militares britânicos e a agência de inteligência do estamento burocrático. Claramente, disse Story, eles sabiam o que estava acontecendo. Suvorov o assegurou que eles não tinham a menor ideia. Story perguntou como isto era possível. Suvorov respondeu: “Porque eles são estúpidos”.

Isto me leva ao que o professor Gottfried sugeriu em seu ensaio. “É muito estúpido ou desonesto alegar que nós ainda estamos lutando contra os comunas…”

Mas os fatos mostram que nós estamos lutando contra os comunas. Alguém pode, no entanto, dizer “É muito estúpido ou desonesto alegar que nós ainda estamos lutando contra os comunas…”. Temo que o professor Gottfried apenas reconheça comunistas que têm uma estrela vermelha tatuada em suas testas. Ele deve considerar que comunistas não têm nenhuma razão de se auto divulgarem. Afinal, podem avançar com mais sucesso com um programa de falsa divulgação, ou escondendo suas verdadeiras alianças. De fato, eles fizeram isto muitas vezes desde a fundação da União Soviética. Ou Gottfried esqueceu nosso querido tio Joe, que “fechou” a Internacional Comunista e “reabriu” as igrejas russas durante a Segunda Guerra Mundial?

Putin não é um nacionalista. Não é um cristão. Não é um monarquista. Mas o professor Gottfried está pronto a acreditar que Vladimir Putin é tudo isso. “Em junho de 2015”, escreveu Gottfried, “Putin anunciou sua intenção de reinstalar o que sobrou da família real russa em sua residência ancestral. Este ato foi amplamente recebido como o primeiro passo para a restauração da monarquia Russa”.

É pior do que estúpido. E o que vem da restauração da monarquia? Nada! Os nobres russos não passaram a residir nos seus antigos palácios. Não há perspectiva de uma restauração. Trata-se de outro conto de fadas criado para aumentar as esperanças dos “reacionários”, para ganhar a confiança dos conservadores.

O professor Gottfried, em seu artigo, disse que aqueles que se referem à carreira de Putin na KGB, e que ligam a Rússia ao seu passado comunista, estão saudosos dos “velhos bons dias” da Guerra Fria. Mas por que alguém estaria saudoso de algo que esteve aqui todo tempo? A Guerra Fria nunca acabou. O tão famoso colapso do comunismo é apenas um slogan para imbecis.

O que é “muito estúpido, ” penso, é acreditar que a mais poderosa máfia política do planeta – o Partido Comunista da União Soviética – espontaneamente se dissolveu para fundar, no seu lugar, uma democracia capitalista na Rússia. Eu também argumentaria que é “muito estúpido” acreditar que mudar o nome de alguns ruas e cidades significa a queda da classe dominante que mantém o controle do país. Eu poderia argumentar que substituir o nome KGB por FSB ou SVR não muda sua natureza; que vender propriedades do Estado para oligarquias recrutadas pela KGB não é capitalismo; que eleições fraudadas não é democracia; que partidos políticos supostamente “independentes” controlados por ex-oficiais da KGB e membros do aparato socialista não compõem um sistema multipartidário. O comunismo pode ser, em algum nível, um sistema de ideias – mas ele também é um aparato sistêmico de organizações, redes de inteligência, fábricas, partidos, bancos, governos e organizações paramilitares. Ser um comunista é apenas uma crença superficial. Na essência, trata-se de poder e imperialismo. Se eles não seguem Marx ou Lenin literalmente, isto não significa que não são comunistas. Isto apenas significa que a nova religião e o novo império ainda estão se desenvolvendo.

Se olharmos hoje para a Federação Russa, e estudarmos suas várias instituições, descobriremos que a maior parte delas são extensões de organizações soviéticas – muitas vezes com a mesma gestão, os mesmos processos operacionais, e as mesmas atitudes de controle. Isto pode ser visto no FSB, que atualmente celebra Felix Dzerzhinsky como seu fundador e a Revolução Bolchevique como ponto de partida. Mas o professor Gottfried varre isto para o lado como seu não fosse importante. De acordo com Gottfried, “as afirmações banais da era da Guerra Fria não mais se aplicam a atual confrontação russo-americana”.

Que afirmações banais deveriam ser essas? Foi a oposição à expansão soviética nas últimas décadas fundamentada em “afirmações banais”? O que dizer sobre os incontáveis milhões de mortos por Stalin? E como deveríamos classificar os crimes de Putin – o assassinato de jornalistas, de dissidentes e de padres ortodoxos? Década após década, são as afirmações que negam essas maldades as verdadeiras afirmações banais. “Não houve a grande fome na Ucrânia, houve apenas uma falta de alimentos! ”, “Stalin é nosso tio Joe”, “Putin é um cristão”, E a maior das afirmações banais, “O comunismo morreu”.
Então, tenho que perguntar: Se o comunismo morreu, quem o matou? Não foi Ronald Reagan, que abraçou Gorbachev na Praça Vermelha. Não sejamos pedantes. Como escrito acima, o comunismo não é uma mera ideologia. É um sistema de organizações interdependentes – incluindo organizações clandestinas e falsas fachadas. É um movimento que busca o domínio global. Está constantemente mudando de foco e se mudando e se reconfigurando. Um comunista não é uma questão de ideias. É uma pessoa. Então quando nós topamos com o comunismo nós sempre devemos contar como o poder de muitas pessoas. A complexidade e a inteligência dessas pessoas não podem ser superestimadas. O professor Gottfried não está em posição de decidir que um comunista não é um comunista porque, em alguma ação, este contradisse uma antiga noção comunista. Lenin foi muito claro em dizer que o marxismo não é um dogma. Ele disse que o comunismo era ciência, e a ciência constantemente muda. O comunismo avança e se desenvolve. Isto é o que o catedrático nunca captou.

Como um exemplo do que estou tentando explicar: em março de 1921, Lenin oficialmente adotou o capitalismo como sistema econômico da União Soviética. Não, não estou criando isto. Foi assim que o sistema soviético se formou logo após sua criação. É como os chamados países “comunistas” fazem. Sim, eles adotam o capitalismo. E isto cria muita confusão para aqueles que pensam ser o comunismo apenas um sistema econômico. Bem, nunca foi um sistema econômico porque Marx nunca descreveu como o sistema econômico marxista funcionaria. O que Marx realmente disse – e poucos perceberam – foi que o caminho para o comunismo era o capitalismo. Então Lenin foi um verdadeiro marxista. E o senhor Deng foi um verdadeiro marxista na China quando liberou o mercado chinês.

Acima de tudo, talvez a lição aqui não seja motivada pela crença em estereótipos da Guerra Fria. É meu argumento de debate, aqui e ali, que nós nunca entendemos o comunismo; que nós nunca entendemos a Rússia; que nós nunca entendemos a Guerra Fria. A riqueza, o poder e a grandeza dos Estados Unidos nos levaram à reflexões erradas. E aqui estamos!

Em janeiro de 2016, o presidente Putin revelou publicamente que guardava sua carteira de filiação ao Partido Comunista e que tem uma queda pelos ideais soviéticos. “Não joguei fora minha carteira do partido”, Putin contou a um grupo de apoiadores, “Não a queimei. Minha carteira está guardada em outro lugar”. E não parou aí, mas explicou que não era um membro do partido por necessidade. “Não posso dizer que eu era um comunista ideológico completo, porém eu realmente valorizo [a carteira]”.
Putin disse que ele não era um completo “comunista ideológico”, porém Lenin e Mao poderiam ter dito a mesma coisa sobre si mesmos. De vez em quando iam contra os marxistas ideológicos. Como revolucionários, entretanto, sempre criavam novas possibilidades e maneiras de pensar o socialismo. Então, como oponentes do socialismo, não podemos evitar estereótipos e pensamento ideológico rígido? Isto deveria ser duplamente verdade quando tentamos nomear nosso inimigo. Sim, o inimigo é comunista. Não, este inimigo não tem que ser um macaco pedante e estalinista. Tem que ser inteligente e astuto. E pode carregar uma cruz no pescoço ao invés de uma estrela vermelha.

Notas e links
Discurso de Putin no festival da juventude comunista realizado na Rússia em outubro de 2017

Putin: o colapso soviético foi uma “tragédia genuína”
http://www.nbcnews.com/id/7632057/ns/world_news/t/putin-soviet-collapse-genuine-tragedy/#.WjWVNkxFyzk
Putin com o amigo de Fidel Castro
http://www.dailymail.co.uk/news/article-2689518/Is-sign-return-Cold-War-Putin-cozies-Castro-Cuba-relations-frosty-West.html
Declaração codificada de Putin à imprensa cubana
http://en.kremlin.ru/events/president/transcripts/21138
Apoio de Putin para fortalecer o poder militar comunista na África
http://www.africareview.com/news/Angola-now-biggest-African-buyer-of-Russian-arms/979180-2037576-11bhfeqz/index.html
Putin critica Lenin como estrategista
http://www.newsweek.com/russias-putin-accused-lenin-ruining-soviet-union-418519
Sobre os padres envenenados da Igreja Ortodoxa Russa no Exterior
http://www.portal-credo.ru/site/?act=news&id=52322
Larry King pergunta a Putin sobre sua fé
http://transcripts.cnn.com/TRANSCRIPTS/0009/08/lkl.00.html
Acordo de venda de tanques russos para a Nicarágua

Opinion: Russian Tank Deal With Nicaragua ‘Back to the Future’ Moment for U.S.


Putin manteve sua carteira do partido socialista e diz que ele gosta do socialismo
https://www.yahoo.com/news/putin-still-communist-party-card-likes-socialist-ideals-183734163.html

Link para o artigo original (em inglês): http://www.jrnyquist.com/is-putin-a-communist.html

Tags
Ver mais

Allan Dos Santos

Pai, empresário, jornalista e apresentador do Boletim da Manhã no canal Terça Livre TV.

Artigos relacionados

4 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Close