MundoNotícias

Quatro cristãos são mortos em perseguição religiosa no Paquistão

Quatro cristãos foram mortos a tiros no sudoeste do Paquistão nesta segunda-feira (2). Segundo a polícia local o ataque foi reivindicado pelo grupo terrorista Estado Islâmico.

O ataque ocorreu em um bairro de maioria cristã na cidade de Quetta, capital da província do Baluchistão, e autoridades disseram que a motivação foi religiosa.

“Três membros de uma família, incluindo uma mulher, foram mortos quando o riquixá foi atacado”, disse Moazzam Jah Ansari, chefe de polícia da província, à AFP.

O motorista de riquixá, que também era cristão, está entre os mortos”.

As autoridades acrescentaram que uma criança foi ferida no ataque e está recebendo tratamento em um hospital. Ghulam Ali Baloch, uma autoridade local, disse que seus ferimentos não graves.

“Investigações iniciais sugerem que as pessoas foram mortas por causa de sua religião”, disse Ansari.

O braço do grupo Estado Islâmico no Afeganistão e no Paquistão – Estado Islâmico província de Khorasan – assumiu a responsabilidade pelo ataque, informou o SITE Intelligence Group.

Combatentes islâmicos já atacaram cristãos no Baluchistão.

Em dezembro do ano passado, dois suicidas se explodiram em uma igreja de Quetta, que estava lotada de fiéis, matando nove pessoas e ferindo mais de doze pessoas.

Além dos islâmicos, os militantes da etnia Baloch combatem uma insurgência separatista de baixa intensidade na província há anos, muitas vezes bombardeando infraestruturas, como ferrovias e linhas de energia.

Os cristãos representam menos de dois por cento dos 200 milhões de habitantes do Paquistão, e há muito enfrentam discriminação e violência.

Fonte: Agence France-Press

Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close