Redações Vermelhas

antolhos imprensa


Os primórdios do Jornalismo estão no Império Romano. O gigantismo do estado obrigou o então imperador Gaius Julius Caesar, por volta de 69 a.C., a dar mais publicidade às informações referentes aos seus atos, às discussões no senado e outras ocorrências governamentais. A Acta Diurna Populi Romani divulgava nomeações, editais, discursos, fatos militares, casamentos, nascimentos, falecimentos. Das tábuas aos pergaminhos em pele de cordeiro, as notícias do império passaram a ser divulgadas diariamente. Ao ultrapassar os muros de Roma, o diurnalis é o embrião do jornalismo como o conhecemos até os dias atuais.

Governos sempre foram a principal fonte de notícia sobre o poder instituído. Qualquer governo precisa ter seus atos divulgados, esquadrinhados e avaliados pela opinião pública. A responsabilidade da imprensa é oferecer ao público uma apuração precisa.

Um dos princípios basilares de quem trabalha com Jornalismo é o comportamento imparcial, para que a transmissão das notícias seja isenta de erros, confiável, precisa e independente.

Mas a imparcialidade não existe. Todo indivíduo pende para algum lado. Infelizmente a imprensa mundial pende para a esquerda. Um prolongamento do pensamento nocivo que domina a Intelligentsia mundial e do qual o ‘intelequitual’ brasileiro não escapa.

Trabalhei por quase trinta anos em redações no Rio de Janeiro, São Paulo e Fortaleza, dominadas pelo pensamento único militante em torno da seita socialista, da ditadura cultural para o comportamento ‘moderninho’, do politicamente correto. Convivi com jornalistas cegos pela ideologia esquerdista. Meu posicionamento dissonante, mesmo numa mesa de bar, sempre foi qualificado como reacionário, antidemocrático e fascista.

Essa conduta se reflete na cobertura de fatos políticos. A cegueira ideológica impediu a mídia de perceber a insurreição do pensamento conservador majoritário no corpo social de diversos países, como Estados Unidos, Hungria, Brasil. A imposição doutrinária do Jornalismo foi derrotada nas urnas. Ainda assim continua seguindo em direção ao fundo do poço, pois decidiu resistir denegrindo representantes espontâneos, depreciando seus discursos e ridicularizando seu comportamento natural. Aditivos extras no combustível conservador para nossa virada à direita.

Sobre o Colunista

Regina Villela

Regina Villela

Regina Villela é carioca, 56, jornalista - de um tempo em que jornalismo era coisa séria. Escritora e sofre pelo Fluminense.

9 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Embuste! Hoje no anseio de desacreditar a imprensa e as instituições democráticas, blogs especializados em #fakenews, querem fazer crer que a imprensa tradicional é esquerdista e assim inibir a população de ter acesso a informações bem feitas. A maioria da imprensa no BR é de direita e conservadora!
    A mídia está expondo a corrupção largamente conhecida da Família Bolsonaro e seu elo com o sub mundo crime organizado através das milícias. São anos fazendo discursos favoráveis aos bandidos que matam, estupram, vendem drogas, corrompem e tem chancela da PM!
    Flávio Bolsonaro merece ser preso! É corrupto!
    O pai é um pobre diabo perdido na Terra e sem saber o que fazer na presidência. Em Davos expos o país a uma vergonha que nem Dilma conseguiu! 6′ míseros minutos de um discurso vazio, abstrato, tolo… Se não é o presidente Paulo Guedes a vaca tinha ido pro brejo!
    Os enganados com os tolos Bolsonaro ainda vão se arrepender de acreditar em patifes como estes nesse blog e tantos outros que agora querem holofote nessa suposta onda conservadora que no final das contas esconde um bando de gente ressentida, infeliz, pobre de espírito e triste!
    #FlavioBolsonaroNaCadeia

    A culpa do país estar nas mãos dos inimigos do povo é da igreja evangélica que precisa acabar!!!
    Leiam e ouçam Jessé Souza!!! Salvem suas vidas!!! A reforma da previdência vai levar a esperança de seus filhos e netos!!!

  • Com o acréscimo, eu gostaria de acrescentar à classe jornalística os servidores públicos federais, como observado aqui em uma longa postagem.

  • Por isso alguns ou muitos comentários defamadores sobre o governo atual ,a dita poderosa imprensa , deveria enaltecer a qualidade de todos os ministros do governo atual. Parabéns a você!

  • Tudo bem nóbre jornalista? Amei a sua coluna. Sou jornalista formado, amo política e esporte. Sofro e muito pelo nosso Fluminense, tenho um livro publicado sobre a história dele, esse ano então nem me fale. Gostaria muito de falar com você, desde 1992 sou contra os vermelhinhos.

Blog Authors

Alexandre PachecoAlexandre Pacheco

Alexandre Pacheco é Professor de Direito na FGV, Advogado, Palestra...

Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atu...

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...