Reitor da UFSC comete suicídio depois de ser afastado por determinação judicial em função da Operação Ouvidos Moucos

CBN – O reitor afastado da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Luiz Carlos Cancellier de Olivo, morreu na manhã desta segunda-feira em uma queda no vão central do Beira-Mar Shopping, em Florianópolis. A identificação foi confirmada pela Carteira Nacional de Habilitação, que estava no bolso da calça.
 
Cancellier foi afastado da instituição por determinação judicial em função da Operação Ouvidos Moucos, da Polícia Federal, que apura desvio de recursos em cursos de Educação a Distância (EaD). O reitor e mais seis pessoas chegaram a ser presas no dia 14 de setembro e soltas no dia seguinte após passar a noite no Complexo Penitenciário da Agronômica.
 
A assessoria do shopping confirmou em nota “que por volta das 10h30 um homem cometeu suicídio, caindo no vão central. A polícia está no local e já atendeu a ocorrência. O corpo será encaminhado ao IML para notificação da família. O Beiramar Shopping reforça que mantém rotinas de segurança para evitar acidentes e manter a integridade do público”.
 
A confirmação do nome veio pela CNH, que estava no bolso da calça, segundo o Instituto Médico Legal confirmou ao G1 SC.
 
Segundo a Polícia Militar, ele teria se atirado do vão central do Beiramar Shopping, por volta das 10h30min. A PM foi acionada para atender a ocorrência e chegou ao local poucos minutos depois. A informação da morte de Cancellier foi confirmada pela assessoria de imprensa do Beiramar Shopping no fim da manhã.
 
O corpo foi retirado por volta de 12h.