Reportagem de revista brasileira ensina passo a passo de como abortar



Uma reportagem da revista “AzMina”, publicada nesta quarta-feira (18), ensina o passo a passo de como fazer um aborto.

Em uma publicação no Twitter da própria revista, ensina-se, abertamente, o seguinte manual: “2 comprimidos de 400 ug de Misoprostol na bochecha, aguarde meia hora e engula. Depois de 3h, repita. Depois de mais 3h, outra vez. Esse é o protocolo recomendado pela OMS para o aborto com Misoprostol. Na reportagem contamos como é feito o aborto seguro”. 

Até o fechamento desta matéria, a publicação ainda não havia sido banida ou censurada pela rede social. O post tem diversos comentários negativos e os internautas já alertaram até mesmo a Polícia Federal sobre o caso. A página da revista AzMina é verificada pelo Twitter.

Já a reportagem, assinada pela jornalista Helena Bertho e editada por Thais Folego, detalha como fazer um aborto, quais os métodos, que segundo AzMina, são recomendados pela Organização Mundial de Saúde, quando o aborto é legal e até mesmo como se preparar para o ato e quem procurar.

A revista AzMina se propõe a fazer um “jornalismo feminista independente” e tem, entre seus apoiadores e financiadores, a fundação Open Society, de George Soros e  o escritório Mattos Filho, que presta assessoria probono para as questões jurídicas e contratuais da revista.

Vale destacar o recado da revista sobre os apoiadores: “A Revista AzMina não aceita doações de instituições ou empresas que representem um conflito de interesse com nossa produção, valores e atuação”

Em contato com o Terça Livre, a assessoria do deputado estadual Douglas Garcia, PSL (SP), informou que vai entrar com representação contra a revista, por apologia ao crime de aborto e contravenção penal do art. 20 da Lei de Contravenções. “Vamos pedir providências do Ministério Público”, informou.

 

Sobre o Colunista

Bruna de Pieri

Bruna de Pieri

Jornalista e católica.

13 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Não deveria ser publicado..
    Caberia denunciar e fechar. Isto não é liberdade de expressão.
    Incentivo a pessoas a cometer crimes.

  • Para os tolos aqui que ainda acreditam em Papai Noel, a OMS apoia sim incentiva o aborto, se orientem, ao invés de continuarem a dar crédito à OMS, ela foi, é, e continuará sendo um puchadinho da ONU e assim dos globalistas.

  • Isso não causa aborto em 80% dos casos, causa descolamento de placenta, sangramento, em geral podendo matar a mãe ou a criança nascer com sequelas !!
    Sou médico , essa publicação é canalhice pura !!

  • Recomendação simples para quem não deseja ter filhos. Conselho de uma Mãe de mais de 2 milênios de idade: “Seja casto!” Obrigado. De nada.

  • Hahahaha como essa onda católica conservadora é ridícula. Que furão hein, redator? Kkkkkkkkk noooossssa vcs descobriram que pessoas fazem aborto por tutorial.
    Só falta pedir depoimento do titio Eduardo Bolsonaro.
    Ah! Inclusive alguém tem q ir lá servir o cafezinho dele. Corre!

  • Cada uma faz com o seu o corpo o que bem entender! Não são as suas críticas que vão alimentar e criar o feto indesejado. Deu? Engravidou? Quis abortar? Problema é dela!

Colunistas

Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atu...

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...