fbpx

Rio de Janeiro: aumento de mais 100% de tiroteios. É a falência da segurança pública



O Rio de Janeiro chegou ao cúmulo de ter um aplicativo chamado “Fogo Cruzado”, que contabiliza o número de tiroteios que ocorre na cidade. Isto por si só já mostra a falência da segurança pública no país.

Segundo o aplicativo, houve um aumento de 106% no número de disparos por armas de fogo quando comparado o Carnaval desse ano com o mesmo período de 2017.

O aplicativo monitora informações das forças policiais e imprensa.

Em meio ao caos, há quem use tal dado para defender ainda mais o Estatuto do Desarmamento, que nunca mostrou ser solução. Afinal, se vendia a ideia de que reduziria o número de homicídios por arma de fogo, mas estes só aumentaram desde que o Estatuto passou a vigorar.

O motivo é simples: o Estatuto não desarma bandidos, mas retira as armas das mãos de quem segue uma legislação e obedece critérios objetivos para possuí-las.

Essas armas são ilegais e estão nas mãos de bandidos. Estes se encontram fortemente armados e não é o Estatuto que vai resolver isso.

O Brasil vive a completa falência da segurança pública em função das políticas públicas adotadas por viés ideológico e sem apoio na realidade. O próprio governo do Rio de Janeiro chegou a admitir a falha no planejamento de segurança durante o Carnaval.

Enquanto isso, as ONGs de sempre fazem caminhadas e soltam bolhinhas de sabão…

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...