MundoNotícias

Russos absolvem Stalin por mortes, aponta pesquisa

Josef Stalin: este nome deveria estar ao lado de Adolf Hitler sempre, pois ambos representam o que de pior as ideologias totalitárias do século XX produziram.

Ambos lideraram estados totalitários de imenso poder coercitivo que resultou na morte de milhões de pessoas.

Até mesmo em tempos de paz, os regimes comandados por Stalin e Hitler (e aqui se pode incluir Lênin) mataram os cidadãos da Rússia (extinta URSS) e da Alemanha simplesmente por divergências.

Stalin e Hitler foram ditadores sanguinários, genocidas frutos da mentalidade revolucionária. Fuzilaram, mataram pela fome, perseguiram, fizeram massacres dentre outras atrocidades. Mais eis que uma pesquisa de opinião feita na Rússia, pelo chamado centro independente Levada, aponta que apenas 9% dos russos culpam a liderança do ditador pelas enormes baixas na Segunda Guerra Mundial.

Hitler e Stalin provocaram a guerra. A literatura é vasta em relação a isto, incluindo aí o livro O Grande Culpado de Viktor Suvorov, sem contar com outras obras como Os Ditadores de Richard Overy que traça as comparações entre o nazismo e o comunismo.

O que chama atenção é que, em 1991, uma pesquisa semelhante – feita na Rússia – colocava que 36% dos ouvidos enxergavam que Stalin agiu sem preocupar com as vítimas. Mas, tudo muda a partir do regime de Vladimir Putin, quando o culto a um líder começa a ser estimulado, além de outras ações do governo no campo cultural visando a doutrinação.

É que Putin apostou também no militarismo, no centralismo e na expansão de um Estado coercitivo. Com o passar do tempo, Stalin – nas novas gerações – vem sendo estimulado como uma das personalidades da História mundial a ser absolvida. Para se ter ideia de como isso é planejado, a Rússia baniu até mesmo a película de comédia A Morte de Stalin, que satiriza o ditador e o final de seu regime.

Mesmo diante da reabilitação de Stalin em andamento na Rússia, e com avanços significativos, há quem ache que o comunismo está morto…

Tags
Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Close