Sara Winter fala sobre silêncio das feministas no caso Heloísa Bolsonaro

Sara Winter
 


Sara Winter, ativista pró-vida e autora do livro “7 vezes que fui traída pelo feminismo“, falou com exclusividade ao Terça Livre sobre o silêncio do movimento feminista no recente caso em que a Revista Época, do Grupo Globo, expôs a esposa do deputado federal Eduardo Bolsonaro, a coaching on-line, Heloísa Bolsonaro, uma pessoa comum, à máquina destruidora de reputações da grande mídia.

O Conselho Editorial do Grupo Globo emitiu ontem (16/9) uma nota admitindo o erro na matéria que expôs a moça, mas a reação do público geral não foi das melhores.

Sara veio nos oferecer a visão dela, que já foi feminista, sobre o silêncio do movimento que não se manifestou neste caso.

Ela também contou sobre o novo livro que será publicado em breve, com auxílio de grandes nomes como o do professor, filósofo e escritor, Olavo de Carvalho, e que será lançado no Brasil e no exterior.

Confira

Sobre o Colunista

Ricardo Roveran

Ricardo Roveran

Estudante de artes, filosofia e ciências. Jornalista, crítico de arte e escritor. Escrevo por amor e nas horas vagas salvo o mundo.

Twitter: @RicardoRoveran

16 Comentários

Clique aqui para comentar

  • ‘As vezes a Igualdade e’ utopica e indesejada, senao vejamos: Mulheres sao superiores aos homens pois cabe ‘a elas, atraves do seu consentimento e sacrificio, abrir a porta do mundo para entrarmos. Nenhum homem tem esta chave e devemos ‘a elas Respeito total. Neste caso, Sara ganha um bonus, enquanto as feministas (nem todas) ganham o cabresto ideologico. E la nave va.

  • O que isso tem a ver com as mulheres? Aquele repórter da Veja não atacou as mulheres, oras. Chamar um movimento para atender as suas causas e/ou problemas particulares é nojento! 😐 KKKKKKKKKKKKKK! 😀

  • Nilton Castro … me parece que está se equivocando sobre o significado da “igualdade” no caso do feminismo !
    igualdade no respeito das diferenças ! bem como não tem 2 mulheres iguais, nem 2 homens iguais …

  • Particularmente não gosto muito da Sara Winter. O descaso com que tratou Paulo Pavesi no episódio da greve de fome desse último (que queria conversar com a ministra Damares, mas foi interpelado pela ex femen) não sai da minha memória. Mas reconheço que se tornou pro vida. Ao menos isso.

  • Eita Maria, a Putinha num aprende mesmo ne, vem aqui só Fazer comentarios absurdos e desvirtuosos, Vai procurar sua turma na zona, sua Vagabundinha de merda.

  • @T.Muniz , faria diferença se fosse Homem, Transgênero, Negro, Marciano, Vulcaniano e/ou um Alienígena? 😉 KKKKKKKKKKKK! 😀

  • A falta dá nisso, feministas não passam de uma cambada de desocupadas carentes que se escondem dentro da ideologia de esquerda por puro e simples medo de enfrentarem e assumirem seus machos.

  • Sabe Maria, eu nem imagino a sua dor e ódio de ter que acordar todos os dias e saber que a direita honesta e firme está no poder e que cresce a cada dia no mundo, saiba que a sua raiva é a nossa alegria e felicidade, ademais, fica a dica p você, ao invés de ficar falando merda aqui, vai dar uma revisada nas ferraduras de suas patas porque o caminho até Curitiba onde está preso o seu encantador de burros é bem longo.

  • Pois é…o feminismo defende somente quando convém. Veja outro exemplo, José Guimarães – PT, tb conhecido como Cuecão, derrubou uma mulher no chão lá no aeroporto (tem vídeo no Tw) e o q as feminazis fizeram?? NADA!!!!! Agora imagina se é o Bolsonaro…já estava na GloboLixo, e as sovaco cabeludo estariam fazendo o escarcéu.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...