fbpx

Secretário-geral da ONU diz que ‘um novo modelo de governança global’ está chegando

 


António Guterres, secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU) e ex-chefe do Partido Socialista Português, entre 1992 e 2002, discursou num evento em homenagem a Nelson Mandela no último sábado (18/7), ocasião em que delineou os próximos planos da ONU e a oportunidade que a pandemia de coronavírus tem produzido para avançar a agenda globalista.

Falando sobre “lacunas governamentais”, Guterres disse que: “Para fechar essas lacunas e tornar possível o Novo Contrato Social, precisamos de um Novo Acordo Global para garantir que poder, riqueza e oportunidades sejam compartilhados de maneira mais ‘ampla’ e ‘justa’ ao nível internacional. Um novo modelo de governança global deve ser baseado na participação plena, inclusiva e igualitária nas instituições globais. […] Um novo acordo global, baseado em uma globalização ‘justa’, nos ‘direitos e dignidade de todo ser humano’. […] O processo de consulta mundial por volta do 75º aniversário das Nações Unidas deixou claro que as pessoas querem um sistema de governança global que atenda a elas”.

No começo deste mês, António Guterres escreveu um ensaio com o título de Global Wake-up Call (Chamada do Despertar Global), no qual o burocrata globalista pede “mecanismos muito mais robustos de governança global com cooperação internacional”.

Guterres foi presidente da Internacional Socialista, de 1999 a 2005, uma organização internacional que se ocupa na divulgação e implementação do “socialismo democrático” através da união de partidos de esquerda.

Fonte: Estudos Nacionais

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...