Segundo Dodge, “decisões da Justiça não têm feito a lei valer para todos”



Para a procuradora-geral da República, a Justiça brasileira “não é para todos”. Em palestra para alunos de Harvard e do MIT, nos Estados Unidos, Dodge falou sobre a criminalidade na política: “Os mais ricos não têm sido responsabilizados criminalmente pelos crimes de corrupção, e os mais pobres continuam à margem da proteção da lei quando se trata de direitos fundamentais”. Ela ainda continuou, dizendo que “que prendemos muito, mas prendemos mal” e que “a maioria são jovens presos por furtos, por tráfico de pequenas quantidades de droga. No entanto, autores de crimes de colarinho branco, os que furtam elevada quantidade de recursos públicos, ou estão soltos, muitos sequer foram investigados e punidos.” Entre outras coisas, ela citou a interposição sucessiva de recursos como fonte de desconfiança da população em decisões judiciais.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...