fbpx

Sob risco de impeachment, governador de SC enfrenta isolamento político

Carlos Moisés
 


O governador de Santa Catarina, Carlos Moises (PSL), e sua vice, Daniela Reihner (sem partido), passam por um risco real de perderem os seus cargos. O impeachment já era cogitado horas após o anúncio de abertura do processo na Assembleia Legislativa, na tarde de quarta-feira (22/7). Políticos afirmam que o chefe do estado está isolado e não tem apoio do Parlamento.

O pedido de afastamento foi apresentado pelo defensor público Ralf Zimmer Junior por suposta prática de crime de responsabilidade na concessão de aumento aos procuradores de Santa Catarina, que tiveram os salários equiparados aos dos procuradores do Poder Legislativo. O autor argumentou que o benefício foi concedido de forma sigilosa, sem autorização legislativa.

Declaradamente de oposição, o deputado Ivan Naatz (PL) entende estar comprovado os “elementos jurídicos” para o governador perder o cargo. “O pagamento desta verba provocou prejuízo de R$ 9 milhões. Para ter sido concedido precisava ter fundamento jurídico: ter ordem judicial ou lei. Nesse caso, não tem coisa nem outra. E o governador foi alertado de que não poderia fazer [a equiparação]“.

Para o parlamentar, o governador está “completamente isolado” e não consegue aprovar projetos como a reforma da previdência entre os 40 deputados da casa.

Em meio à pandemia do coronavírus, o governo de Carlos Moisés ficou no centro de uma investigação do Ministério Público e da polícia que apura fraude na compra de respiradores. Dois chefes da Casa Civil acabaram deixando o cargo por suspeita de envolvimento no esquema. Além disso, o governador foi flagrado conversando sem máscara — cujo uso é obrigatório no estado — durante uma festa junina em um hotel.

Até mesmo colegas de partido acreditam na queda do governador. “Existem fortes indícios de que sim, que pode ocorrer o impeachment. Porém, é muito cedo, precoce para avaliar”, afirma o deputado Sargento Lima (PSL), que explica que o pedido de impeachment ficou um mês em análise na procuradoria jurídica da casa.

Assista aos comentários da notícia:

 

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...