Steve Bannon: Lula é um dos políticos mais cínicos e corruptos no mundo



Em entrevista exclusiva à BBC Brasil, Steve Bannon, ex-estrategista-chefe da Casa Branca, tece inúmeros comentários sobre a soltura de Lula expondo o que deseja o condenado e ex-presidente que está solto graças à uma mudança de interpretação da lei que o STF julgou na semana passada.

“Agora que está livre, Lula vai virar um imã para a esquerda global se intrometer na politica brasileira. Ele é o “poster boy da esquerda globalista”, responde Bannon na entrevista.

A liberdade de Lula, para Bannon, pode ajudar a consolidar a base de apoio de Bolsonaro em torno da aprovação de reformas, ao mesmo tempo em que pode unificar a esquerda em torno do ex-presidente.

BBC News Brasil: Quando o Sr. fala em enorme perturbação, está falando de que exatamente?

Bannon: Tentar parar o movimento de reformas de Bolsonaro, que claramente se contrapõe a muito da corrupção que emanava no escândalo da Lava Jato e outros. A reforma da Previdência, toda a reestruturação financeira, e a retirada da corrupção do sistema. Segundo, acho que Lula vai tentar criar problemas sobre a Amazônia. O que ele traz consigo é uma rede da esquerda marxista e cultural. Traz os recursos, os globalistas, e traz na forma de um populismo de esquerda. Mas ele é um globalista e eles sempre o apoiaram. Particularmente nesse momento sensível, as forcas globalistas vão tentar interferir nos direitos absolutamente nacionais da população brasileira, que tem o direito de tomar conta da Amazônia.

A entrevista foi realizada pelo jornalista Ricardo Senra, BBC News Brasil em Londres, e pode ser lida na íntegra nesse link AQUI.

Sobre o Colunista

Allan Dos Santos

Allan Dos Santos

Pai, empresário, jornalista e apresentador do Boletim da Manhã no canal Terça Livre TV.

2 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Luladrão que de acordo com Marcos Valério subiu de posto na Bandidagem agora é: LulaMata – LulaMata – LulaMata – brilha uma estrela – LulaMata – LulaMata – LulaMata!!!

  • Esta havendo um pedido espalhado pelo WhatsApp para não usar as 4 letras quando for falar do pinguço, do verme, do corruptor-mor. É que existe uma contagem de quantas vezes um nome é citado nas redes sociais, e o que o molusco quer é ver seu nome ser citado. Hoje, há mais pessoas citando porrada no pinguço ( merecidamente) do que defendendo a besta. Por incrível que pareça, se você descascar a mandioca em cima dele, ainda assim ele ganha.
    É igual no tempo do catolicismo ferrenho: nunca pronunciar o nome do diabo, porque isto pode ser uma invocação. Se você não mencionar o nome dele, ele desaparece porque, por que a favor dele, é uma minoria ridícula.

Blog Authors

Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atu...

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...