fbpx

SUS incorpora dez terapias alternativas

Superlotação: idosos em macas no corredor do Hospital Lourenço Jorge, na Barra. (Foto: O Globo)
 


O Ministério da Saúde anunciou na manhã de 12/03/2018 a inclusão de dez práticas alternativas no SUS: apiterapia, aromaterapia, bioenergética, constelação familiar, cromoterapia, geoterapia, hipnoterapia, imposição de mãos, ozonioterapia e terapia de florais. Com isso, passam a ser 29 serviços oferecidos, sendo que o Conselho Federal de Medicina critica a inclusão de tais técnicas, pela falta de base na medicina em evidências. O presidente do conselho diz que essa prática onera o sistema e que essas terapias não podem sequer ser indicadas por médicos, à exceção da acupuntura, reconhecida como especialidade médica.
Enquanto isso, em algumas cidades interioranas, para fazer um ultrassom obstétrico de primeiro trimestre, gestantes precisam aguardar um ano (!) na fila de espera, e em grandes centros há hospitais onde as pessoas são atendidas nos corredores da recepção!

Superlotação. Idosos em macas no corredor do Hospital Lourenço Jorge, na Barra.
Foto: O Globo
Superlotação: idosos em macas no corredor do Hospital Lourenço Jorge, na Barra. (Foto: O Globo)

 

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...