BrasilNotícias

Temer evita comentar diretamente prisão de Lula

O presidente Michel Temer (MDB), que é um dos alvos da Operação Lava Jato e não descarta a possibilidade de candidatura em 2018, tem evitado a “bola divida” e não comenta diretamente a prisão do ex-presidente condenado Luiz Inácio Lula da Silva, o Lula (PT).

Temer sabe que, após a presidência, a situação deve complicar para o seu lado, em função das investigações que pensam contra ele. Ao falar publicamente, na manhã de hoje, dia 09, Temer disse, de maneira genérica, que o país passa por um “momento difícil na política”.

O momento ao qual Temer se refere não é de agora. Sua posição na presidência é fruto deste “momento”. O presidente, de forma lacônica, disse que o país precisa seguir adiante cumprindo a Constituição Federal.

“Nós precisamos saber que nós saímos de um momento difícil do país, continuamos num momento difícil também sob o foco político, mas nós temos que seguir adiante”, resumiu o presidente.

O presidente falou ainda da necessidade de conduzir o país a uma estabilidade.

Tags
Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close