BrasilNotícias

Testemunha envolve vereador no caso Marielle

Uma testemunha relatou à polícia nesta terça-feira (08) que o vereador Marcello Siciliano (PHS) e o ex-policial militar Orlando Oliveira de Araújo queriam a morte da vereadora Marielle Franco (PSOL). O vereador prestou depoimento à Divisão de Homicídios sobre o crime no início de abril, como testemunha, e diz não conhecer o ex-policial (que está preso por chefiar uma milícia).

A testemunha diz que trabalhou para Orlando, que participou de reuniões e deu detalhes do planejamento do crime. “Eu estava numa mesa, a uma distância de pouco mais de um metro dos dois. Eles estavam sentados numa mesa ao lado. O vereador falou alto: “Tem que ver a situação da Marielle. A mulher está me atrapalhando”. Depois, bateu forte com a mão na mesa e gritou: “Marielle, p*ranha do Freixo”. Depois, olhando para o ex-PM, disse: ‘Precisamos resolver isso logo'”, relatou a testemunha. Ainda de acordo com o depoimento, um mês antes do assassinato, o ex-PM teria dado ordem para o crime de dentro da cela de Bangu 9.

Tags
Ver mais

Artigos relacionados

Um Comentário

  1. O caso da vereadora Marielle Franco deve ser resolvido de maneira correta, já houve muitos problemas sobre este assassinato, desde notícias falsas propagadas pela grande mídia e também por outros meios de comunicação. Se esses homens envolvidos nas investigações forem de fato os culpados, os mesmos devem ter penas pesadas e duras.
    Nos devemos combater o mal e tentarmos sempre proteger o bem em comum.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close