fbpx

Trump anuncia série de sanções contra Cuba

trump


O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, resolveu apertar o cerco ao comunismo mais uma vez. Ele anunciou nesta terça-feira (22/9) uma série de sanções contra o regime cubano em discurso aos veteranos do conflito na Baía dos Porcos. Dentre elas, o fim de importações de álcool e tabaco vindas da ilha.

Trump também chamou de “patéticos” os acordos firmados pelo seu antecessor na presidência, o democrata Barack Obama e o ditador Raúl Castro.

O líder da Casa Branca também anunciou sanções contra o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, e a Nicarágua, governada pelo sandinista Daniel Ortega.

Com isso, Trump fez um grande aceno à comunidade latina de seu país. Na Flórida, Estado bastante relevante para as eleições que se aproximam, o governo de Cuba é amplamente repudiado.

“Não retiraremos sanções de Cuba até liberdade dos presos políticos e realização de eleições livres”, prometeu o republicano, que disse que em breve o ocidente estará livre do comunismo e parabenizou àqueles que lutam pela liberdade tanto na ilha, quanto na Venezuela.

Donald Trump ainda lembrou que o novo presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Mauricio Claver-Carone, é cubano e concorda com ele quando diz que a recuperação econômica dos Estados Unidos será em um super V. “O próximo ano será um dos melhores na economia”, concluiu.

Com informações, Revista Oeste

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...