TSE defende que sistema de votação brasileiro é confiável e reconhecido por sua eficiência



O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) defendeu em nota divulgada nesta terça-feira (10), que o sistema eletrônico de votação utilizado no Brasil é de confiança.

A declaração foi feita após o presidente Jair Bolsonaro afirmar que tem provas de que houve fraude nas urnas nas eleições de 2018, principalmente no 1º turno.

O Tribunal Superior Eleitoral afirmou “absoluta confiabilidade e segurança do sistema eletrônico de votação e, sobretudo, a sua auditabilidade, a permitir a apuração de eventuais denúncias e suspeitas, sem que jamais tenha sido comprovado um caso de fraude, ao longo de mais de 20 anos de sua utilização”.

Ainda de acordo com o TSE, “existindo qualquer elemento de prova que sugira algo irregular, o TSE agirá com presteza e transparência para investigar o fato”.

O Tribunal ainda frisou que “o sistema brasileiro de votação e apuração é reconhecido internacionalmente por sua eficiência e confiabilidade” e que “embora possa ser aperfeiçoado sempre, cabe ao Tribunal zelar por sua credibilidade, que até hoje não foi abalada por nenhuma impugnação consistente, baseada em evidências”.

A nota finaliza dizendo que as eleições sem fraudes foram uma “conquista da democracia no Brasil, e o TSE garantirá que continue a ser assim”.

Sobre o Colunista

Bruna de Pieri

Bruna de Pieri

Jornalista e católica.

8 Comentários

Clique aqui para comentar

  • O TSE pode falar o que quiser, nao confiamos nas urnas e nas apuracoes e ponto final! Foda-se o TSE, STF e congresso! Acha que somos otarios?

  • Confiavel internacionalmente pela venezuela ne unico pais do mundo fora o brasil que usa essas tao confiaveis urnas

  • Reconhecido internacionalmente pelos governos de Venezuela e Cuba. E basta! Querem melhor garantia do que esta?

  • As urnas que recebemos da Venezuela são muito confiáveis mesmo, após o presidente Bolsonaro afirmar que tem provas que ganhou a eleição no primeiro turno, e que as mostrará em breve.. misteriosamente um incêndio acidental rs queimou mais de 100 mil urnas na Venezuela

  • Reconhecido por quem ? Venezuela ? pelas informações publicadas só o Brasil e Venezuela usam esse sistema. Realmente é confiável para os que estão no poder, (principalmente a esquerda) e estão sugando a nação igual a vampiros.
    O TSE explicando é até piada de mau gosto.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...