MundoNotícias

Ucranianos rebatem russos e afirmam que ataque foi desnecessário

Ontem (25) a Ucrânia acusou a Rússia de ter atacado e capturado três navios sua Marinha. O serviço de segurança russo emitiu um comunicado justificando os ataques como medida de “controle”. A reação do presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, incluiu uma possível Lei Marcial no país. A FSB afirmou ter prova de que o incidente foi orquestrado e chamou de “provocação” a suposta manobra da Marinha ucraniana.

A Marinha ucraniana afirmou pelas redes sociais que as medidas da Rússia, justificadas como “controle“, não procedem. Segundo eles os navios já haviam recuado e voltado para Odessa, no Mar Negro, quando os russos atacaram.

Depois de de deixar a zona de 12 milhas, o FSB da Federação Russa abriu fogo contra a frota pertencente às Forças Armadas da Ucrânia“, afirmou a Marinha.

A crise de relacionamento entre os dois países que se agrava desde 2014. Com a troca de acusações e o incidente de ontem (25), há risco de escalada do conflito.

A Rússia acusa a Ucrânia de não ter avisado sobre a manobra da Marinha com antecedência. O Kiev nega.

Entre as alegações dos russos, consta que os ucranianos têm ignorado instruções e manobrado de maneira perigosa, com propósito de aumentar a tensão entre os países.

Ainda segundo a Rússia, a intenção por trás do incidente seria aumentar a popularidade de Poroshenko, presidente ucraniano, e ganhar mais capital eleitoral para a eleição presidencial na Ucrânia em 2019.

Com informações de: Reuters

Ver mais

Ricardo Roveran

Estudante de artes, filosofia e ciências. Jornalista, crítico de arte e escritor. Escrevo por amor e nas horas vagas salvo o mundo.

Artigos relacionados

4 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Close