União Européia vai impor novas sanções contra Venezuela



Os chanceleres europeus se comprometeram nesta segunda-feira (28) a impor “rapidamente” novas sanções contra autoridades venezuelanas, após a falsa eleição presidencial no país, medidas que seriam adotadas formalmente no mês de junho.

“A UE atuará rapidamente (…) com o objetivo de impor medidas restritivas adicionais, seletivas e reversíveis, que não prejudiquem a população venezuelana”, afirmam em uma declaração divulgada durante sua primeira reunião em Bruxelas desde a farsa da reeleição de Nicolás Maduro.

Assim como já havia feito logo após as “eleições” de 20 de maio, a UE reiterou que o processo eleitoral venezuelano “não permitiu a participação de todos os partidos políticos em pé de igualdade”.

“As eleições não cumpriram as normas internacionais. Não foram eleições livres, justas nem transparentes”, afirmou Michael Roth, secretário de Estado para a Europa do governo da Alemanha.

O povo venezuelano continua sofrendo com o regime socialista imposto à força por Nicolás Maduro e suas tropas bolivarianas.

Informações: AFP

Colunistas

Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atu...

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...