fbpx

Uso da força em Hong Kong pode afetar acordo dos EUA com a China

REUTERS/Edgar Su
 


O presidente americano, Donald Trump indicou que as negociações entre os Estados Unidos e a China podem ser afetadas caso Pequim faça uso de violência para conter manifestantes em Hong Kong.

Trump falou a repórteres em Nova Jersey, no domingo (18). Ele expressou preocupação a respeito de “um novo incidente como do da Praça da Paz Celestial”, referindo-se a um ataque militar contra manifestantes pró-democracia ocorrido em Pequim em 1989.

Trump disse que caso Pequim decida pelo uso da força, será difícil fechar um acordo comercial com a China. E indicou que o congresso americano poderá tomar uma postura mais rígida em relação ao país, estragando o ambiente das negociações.

Trump disse acreditar que o presidente chinês Xi Jinping será capaz de resolver a questão por meio de conversas com os manifestantes.

Ele disse que quer que a situação em Hong Kong seja resolvida de forma humanitária, o que seria um desenvolvimento positivo para um acordo comercial.

Há expectativa de que Trump converse ao telefone com Xi Jinping em breve para pedir pela resolução pacífica da situação.

Agência Brasil

Sobre o Colunista

Bruna de Pieri

Bruna de Pieri

Jornalista e católica.

1 Comentário

Clique aqui para comentar

  • Ué cadê os esquerdopatas que comentam em todas as matérias Aki, será que é tão doloroso ver os EUA opressor defender o povo do paraíso socialista.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...