fbpx

Vamos à guerra contra reforma tributária de Guedes, diz presidente da OAB

Felipe Santa Cruz
 


O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, diz que a instituição vai “à guerra no Congresso” contra o projeto de reforma tributária do governo federal, proposto pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. Segundo ele, a iniciativa “quebra a classe média brasileira”. A previsão de entrega do projeto, da parte de Guedes, é para essa terça-feira (21/7).

“Não é uma reforma tributária. É aumento de carga tributária. Por parte da OAB, essa agenda vai sofrer uma oposição ferrenha”, afirma Santa Cruz. “É um erro do ministro. Inclusive, uma contradição com a política liberal, de redução de tributo, que ele sempre disse que defenderia”.

O presidente da OAB diz que a proposta do governo “é literalmente entregar a conta do problema aos prestadores de serviço e não enfrentar a reforma estruturante, tributária, que todos concordam que tem que ser feita”.

“O modelo que ele [Guedes] está apresentando aí quebra a classe média brasileira”, diz o advogado. “Ele não vai retirar tributo de um lado para tirar o imposto de renda das empresas. Robin Hood, só que de cabeça para baixo. Quer tirar da classe média para dar aos ricos”.

Continuou Felipe Santa Cruz: “A reconstrução do país exige que a gente use os impostos com mais inteligência, mas não se aumente carga tributária. É matar ainda mais aquele que já está quase morto. Vai asfixiar ainda mais a pessoa”.

O contraditório na sua fala é que a reforma tributária de Paulo Guedes fará exatamente o contrário do que o presidente da OAB alega.

Vale também lembrar que o imposto é uma das armas fundamentais do comunista Karl Marx. Não se encontra em sua obra um texto condenando o livre comércio (disputa entre os países), mas condena-se o livre mercado (disputa interna no país). Marx tinha essa postura, porque, na verdade, nenhum dos dois era livre. O comércio, no comunismo, é entre os países comunistas, enquanto “estrangula” o próprio país com impostos. Paulo Guedes quer justamente impedir esse “estrangulamento”, pois, atualmente, a riqueza sempre se encontra no Estado e não o indivíduo. [Comentários de Allan dos Santos no Boletim da Manhã de 20/07]

Assista aos comentários da notícia:

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...